Tocando agora...

Title

Artist

Background

400 mil visitantes de 146 países; confira o balanço do ADE 2019

Postado por: on 24 de outubro de 2019


Foram 5 dias de palestras, workshops, masterclasses e espetáculos dominando uma das principais capitais européias.

Entre os dias 16 e 20 de outubro, o Amsterdam Dance Event invadiu a capital da Holanda. Juntamente com as datas de 2020, foram divulgados os números e os destaques dessa ultima edição. Segundo os dados oficiais, ao longo dos quatro dias, foram realizados mais de mil eventos espalhados por 200 locais da cidade, que atraíram mais de 400 mil visitantes de um número recorde de 146 países.

A conferência contou também com mais de 600 profissionais da área atuando em palestras, workshops e masterclasses sobre diversos assuntos, além de 9150 “delegates” — inscritos que garantem acesso prioritário ou exclusivo a serviços e eventos.

O Museu de Instrumentos Modernos (MoMI) em De Brakke Grond recebeu as celebrações pelos cem anos de instrumentos musicais eletrônicos. Como país foco deste ano, a cena da França foi destacada nas conferências e festivais. China, Canadá e Japão também receberam atenção especial.

O novo ADE Zen Space, localizado no The Waalse Kerk, no centro de Amsterdã, recebeu sessões de meditação e instalações audiovisuais com shows especiais voltados para o relaxamento.

No ADE Green, foi assinado o “Green Deal Circular Festivals”, com o objetivo de promover a sustentabilidade nos festivais de música europeus (de todos os gêneros).  Além disso, os festivais Milkshake e Paradiso apresentaram o programa “For All Who Love”, sobre representatividade LGBTQ+ na cena, no Duif.

A startup americana Audionamix levou o prêmio “Companies 2 Watch” pelo desenvolvimento de um software que, através de inteligência artificial, separa todos os elementos de uma música (vocais, baixos, baterias, etc.).

“Tivemos uma oferta enormemente diversificada nos últimos cinco dias, com ampla atenção à inovação artística e tecnológica, desenvolvimento de talentos e inclusão”, afirmou a diretora Mariana Sanchotene no release para a imprensa. “O objetivo era crescer em qualidade, e não em quantidade. Sempre nos esforçamos para aprofundar e enriquecer o programa e acho que conseguimos.”

Fonte: Phouse

 


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *